10.9.11

hamburger com massa fresca

hamburger com massa fresca

Já há bastante tempo que queria ter uma máquina para fazer pasta fresca. Resolvi comprá-la este Verão e esta não tem tido descanso. É que a pasta fresca não tem comparação possível com a seca. E se for feita com ovos frescos e caseiros ainda fica melhor. A primeira vez que a fizemos havia farinha e bocados de massa na cozinha por todo o lado! Depois de se mecanizar o processo faz-se rapidamente e com óptimos resultados, enquanto a água para a cozer vai aquecendo na panela.

Aproveitei uma tagliatelli feita na hora para acompanhamento de um  hamburger  criado pelo Jamie Oliver. E a receita da pasta também é dele. Finalizei o prato com um pouco de um chutney delicioso, receita da Susana.

Os ingredientes e as receitas:

Tagliatelli (dose por pessoa):

100 g de farinha
1 ovo

Colocar no processador de alimentos o ovo e seguidamente a farinha mas não a totalidade. Triturar. Abrir e verificar se a massa cola aos dedos, se sim colocar mais farinha e triturar novamente até a mistura se apresentar com uma textura areada e não colar. Retirar, colocar em cima da mesa de trabalho e amassar até ficar homogénea. Passe a massa na máquina manual de estender pasta. Dobre e torne-a a passar novamente no rolo. Repita este processo algumas vezes até esta ficar elástica, diminuindo gradualmente a abertura até à mais pequena. Quando tiver a espessura desejada passar um pouco de farinha nas tiras, cortar no sentido do comprimento e colocar no rolo de corte para tagliatelli ou esparguete. Deixar repousar um pouco as tiras de pasta. Cozer em água fervente temperada com um pouco de sal durante 5 minutos para ficar al dente.

Hamburger:

600 g de carne de vaca do acém picada
1 cebola pequena picada e refogada em azeite
1 colher de sopa de  sementes de coentros moídos
1/2 colher de chá de cominhos moídos
pimenta
1 colher de sopa de mostarda de Dijon
1 ovo
migalhas raladas de pão
sal q.b.

Temperar a carne picada com a cebola refogada, as especiarias, a mostarda, juntar o ovo e as migalhas de pão. Envolver bem os ingredientes e colocar sobre as migalhas de pão em cima de papel vegetal. Vai ao frigorífico para endurecer um pouco.

Fritar em azeite quente.

Chutney:

500 g de tomate muito maduro ( usei coração de boi )
150 g de cebola picada
100 g de açúcar
100 ml de vinagre de vinho branco
1 colher de sopa de gengibre fresco
1 colher de chá de sal

Retirei a pele do tomate com ajuda da faca, não o pelei.

Retirar as sementes e cortar em pedaços. Colocar num tacho com a cebola, o açúcar, o vinagre, o gengibre fresco e ralado e o sal. Cozinhar até que a maior parte do suco evapore e os pedaços do tomate estejam ligados mas sem ficarem secos.

Empratar e bom apetite!

10 comentários:

  1. Também tenho pensado nela, na máquina, mas ando a arrastar a compra. Mas cada vez vejo mais razões para a comprar. Um prato de comida da boa :)

    ResponderEliminar
  2. A máquina foi barata e comprei-a na Casa. Não é muito sólida mas para começar é óptima, pelo menos o gosto de fazer a massa artesanalmente já ficou :)

    ResponderEliminar
  3. Também ando doida para comprar uma....há tempos um amigo emprestou-me a dele para experimentar e desde aí que não penso noutra coisa! Acho que vou ceder ao lado consumista que há em mim....vou, vou! A foto está divina! Beijinho

    ResponderEliminar
  4. Olá Filipa!

    Quando fiz a primeira vez fiquei logo fã da massa, bons pratos! :)

    ResponderEliminar
  5. Sem duvida que a massa fresca não tem comparação com a seca. E ao contrário do que parece é tão facil e rápido de confecionar.
    Uma optima aquisição e um prato bem apetitoso.
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  6. É sim Gisela demora mais um pouco que a massa seca mas vale bem a pena. A minha próxima tentativa com esta massa vão ser raviolis, um beijo!

    ResponderEliminar
  7. Tambem sou fã do Jamie e cozinhar é tão bom quanto comer. Já conhecia os hamburguers, mas o chutney de tomate faz a vez de um ketchup, em bom :-) Gostei e visitarei o blog mais vezes. Inês

    ResponderEliminar
  8. Olá Inês, bem-vinda! Hoje ando por aqui a fazer pequenas alterações no layout :)

    Também gosto muito do Jamie é um dos meus favoritos, pratica uma cozinha saudável, cheia de ervas aromáticas e produtos frescos.

    Também utilizo o chutney como substituto do ketchup, esta receita da Susana é particularmente boa :)

    ResponderEliminar
  9. Que coisa boa!
    A preparação da massa em casa é mesmo assim: viciante. Depois de lhe apanharmos o jeito é um instante enquanto chega ao prato.
    Fico tão contente que tenhas gostado do chutney. Cá em casa nunca falha: no pico do tomate, compota doce e chutney. :))
    Bjs

    ResponderEliminar
  10. Olá Susana! Este ano fiz dois tipos de chutneys, um do livro de receitas que tenho linkado na barra lateral deste blogue e o teu, e prefiro de longe a tua receita :)*

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...